Se conselho fosse bom…

Estou certa que você já ouviu a seguinte frase: “se conselho fosse bom, não seria dado, mas sim vendido”.

Pois é, muitos realmente vendem conselhos hoje em dia e ganham bastante dinheiro com isso, apesar de não resolverem os problemas das pessoas de forma definitiva; e até mesmo levarem alguns indivíduos ao estado lamentável de dependência de gurus, terapeutas, coachs etc.

Mas a melhor forma de chegar à conclusão sobre algo é pensar e analisar por si mesmo. Vamos lá?

Quantos conselhos você já ouviu na vida? Isso o ajudou? Pode ter ajudado um pouco, mas a sugestão de outra pessoa realmente resolveu seu problema ou dificuldade? Seja sincero: RESOLVEU? Eliminou sua dificuldade? Aposto que não.

Leia o que L. Ron Hubbard escreveu sobre este tema:

“Se pegamos um homem e continuamos a dar-lhe conselhos e dar-lhe ajuda e a empurrá-lo e por aí afora, nós não necessariamente chegamos a resolução de seus problemas. Mas se, por outro lado, nós o colocássemos em uma posição na qual ele tivesse maior inteligência, na qual seu tempo de reação fosse melhor, na qual ele pudesse confrontar melhor a vida e pudesse identificar os fatores na vida dele de forma mais fácil, ai sim, ele estaria em uma posição na qual poderia resolver seus próprios problemas. Portanto, ele olharia a seu redor, começaria a resolver seus próprios problemas e melhorar sua própria vida.” – L. Ron Hubbard

Vamos ver um exemplo? Imagine que uma pessoa com baixa autoestima venha pedir ajuda. E é dito a ela:

– Você não pode ficar assim, precisa se amar. Olhe-se no espelho, veja como você é uma pessoa maravilhosa. Abra os braços, abrace a si mesmo, de beijinhos em si mesmo. Está vendo, você tem de se amar, tem de se respeitar, tem de se VALORIZAR! Pronto! Agora sua autoestima já está elevada.

Só que não… só que não!

Baixa autoestima é uma condição interna muito profunda. Nenhum conselho, oração, mantra, meditação, afirmação positiva, simpatia etc. irá resolver o problema. É necessário encontrar a causa para poder resolver a baixa autoestima de forma definitiva.

O maior problema é que as pessoas gostam de se manter na zona de conforto e estão tão acostumadas a receber conselhos, que buscam isso o tempo todo.

O que fazer, então? A solução é elevar sua autoconfiança de dentro para fora.

Sentir-se seguro de si mesmo de forma inabalável é imprescindível. De fato, não existe bloqueio ou problema que não possa ser superado por uma pessoa autoconfiante!

A autoconfiança o fortalece, faz que fique corajoso, pronto para atacar e vencer, destemido para enfrentar qualquer situação e realizar seus objetivos.

É obvio que você terá problemas, bloqueios e dificuldades. Isso faz parte da vida. Mas com autoconfiança você não vacila, não duvida da sua capacidade de se sair bem, consegue enfrentar circunstâncias difíceis. E acaba muito mais vezes vitorioso!

O método mais garantido para fortalecer sua autoconfiança de forma econômica e eficiente é o que está contido no livro Autoanálise. Melhora também sua memória e o torna independente, autodeterminado e mais inteligente!

Aproveite a oferta de hoje comprando o livro Autoanálise e ganhando o workshop explicativo. Clique aqui para mais informações.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *