Dicas para viver em um país melhor

Outro dia, eu estava na rede social LinkedIn, conhece? É aquela para utilização profissional, e vi a seguinte notícia: “Cerca de 500 estudantes brasileiros se reúnem em Boston para discutir problemas e soluções para o Brasil.”

É algo legal, mas infelizmente não vai levar a nada realmente concreto de ajuda ao nosso país. Por quê?

Porque para discutir problemas e criar soluções para o Brasil a pessoa precisa se encontrar aqui mesmo no Brasil. Tem que estar inserida nas dificuldades.

Eu posso afirmar isso porque morei nos Estados Unidos por dez anos, viajo para lá ao redor de uma vez por ano e por isso eu sei por experiência própria as diferenças existentes entre lá e cá.

Estou também em comunicação quase que diária com pessoas que vivem nos Estados Unidos e, às vezes, elas me propõem soluções que não têm como ser aplicadas aqui. É basicamente uma diferença de realidades.

Não estou dizendo que nada originado no exterior possa ser aplicado no Brasil. Muitas coisas de lá funcionam em nosso país sim. Mas é necessário estar aqui para ver exatamente a nossa realidade, vivendo o que está acontecendo aqui e agora.

A qualidade de vida nos Estados Unidos é de fato muito melhor que a nossa. Desde produtos como roupas, carros, equipamentos, casas, etc. até serviços como educação, segurança e saúde. Tem muita coisa que funciona melhor lá. É claro que há problemas também.

Mas existem mais oportunidades para mais pessoas. Se você fizer bem seu trabalho, terá uma remuneração bem mais adequada.

Mas para viver e se dar bem nos Estados Unidos é necessário mudar atitudes brasileiras negativas como querer levar vantagem em tudo, tirar proveito, ser preguiçoso, fazer de qualquer jeito etc. Eu vi brasileiros trabalhando de “busboy”, que é ajudante de garçom, por anos sem nunca melhorarem de posição e já outros, mais esforçados e dedicados, conseguirem comprar casa e carro novos depois de alguns anos.

Portanto, não são todos que se dão bem.

Quis escrever estas dicas neste artigo, pois sei que muitas pessoas estão pensando em sair do Brasil. De fato, em uma reportagem de 2018 foi relatado que a saída definitiva de brasileiros do país cresceu 165% em seis anos.

Também li na reportagem que segundo uma pesquisa do Datafolha divulgada em maio de 2018, 43% da população adulta deixaria o país, se fosse possível.

E você, quer mudar do Brasil?

Não posso dizer que viver nos Estados Unidos ou outro país seja ruim. Eu gostei muito!

Se eu estivesse pensando só em mim e no meu marido, viveria nos Estados Unidos sim, sem nenhuma dúvida.

O meu caso é um pouco inusitado (incomum, esquisito). Eu alcancei sucesso nos Estados Unidos porque primeiro me tornei fluente no idioma e segundo porque me dediquei bastante ao trabalho, busquei ser cada vez mais competente e tive o retorno financeiro adequado.

Mas por que eu voltei ao Brasil, então? Porque eu sou maluca! Sim, sou maluca para ajudar os brasileiros!

Voltei somente para trazer e expandir a Dianética (desenvolvida por L. Ron Hubbard) no Brasil, para que você que está lendo esse artigo agora tenha a mesma oportunidade que eu tive de me livrar de toda dor e sofrimento da minha vida e viver muito mais feliz!

E é por isso que eu também posso dizer que se quer sair do Brasil para fugir dos seus problemas, não vai adiantar de nada, porque você vai levar cada um deles com você. Eles estão todos na sua mente.

Se acha que só será feliz em outro país, leia com atenção agora.

Todo o mundo está procurando pela felicidade. Mas muitas pessoas cometem o erro de pensar que a felicidade vem de outras procedências. Mitos comuns sobre felicidade incluem:

– “Serei feliz quando for rico e bem-sucedido.” Ou:

– “Quanto mais eu tiver, mais feliz serei,” Ou ainda:

– “Felicidade só acontece quando a gente encontra o grande amor e casa com a pessoa correta.” Ou como já citei:

– “Só serei feliz nos Estados Unidos ou fora do Brasil.”

Aí a pessoa vai para lá, depois de algum tempo a vemos e ela está infeliz querendo retornar ao Brasil.

Então, qual é solução definitiva para se dar bem e ser feliz? O fato é que só VOCÊ pode causar sua felicidade. Leia esta super dica:

“A pista para chegar à felicidade é estar interessado na vida.” – L. Ron Hubbard

Quando você estiver enfrentando ansiedade, estresse, desânimo, problemas financeiros ou relacionamentos fracassados, pergunte a si mesmo:

Como que consigo me manter interessado na vida? Como que posso me dedicar mais a minha própria existência?

Mas se mesmo assim ainda continuar tendo dificuldades para encontrar felicidade, é certo que há barreiras mentais impedindo que você fique interessado em qualquer coisa.

Dianética explica que há uma parte da sua mente que atua contra você. Chama-se mente reativa. E como o próprio nome diz, ela simplesmente reage fazendo que você sinta ou faça aquilo que não queria sentir e fazer.

E não importa a que lugar você vá, levará consigo sua mente reativa.

Um exemplo comum disso são discussões, conflitos e brigas que acontecem quando a família está viajando. Já aconteceu com você?

No início da viagem está todo o mundo contente, mas é só algo pequeno não dar certo e o conflito se instala. Familiar?

Não importa para onde você vá, sua mente reativa irá junto com você.

Então, a única forma de realmente se sentir bem, ficar mais disposto e ativo para realizar seus sonhos e ser feliz é se livrar de sua mente reativa.

Quando isso acontecer, poderá ser feliz em qualquer lugar, se sentirá bem, ficará animado, muito ativo e saudável, conseguirá focar no que quer e se manterá perseverante até conseguir.

Portanto, a dica principal para viver em um país melhor é investir em seu melhoramento pessoal para que você se torne uma pessoa mais positiva, tenha mais energia, mais vitalidade e assim consiga criar um ambiente bem mais próspero e satisfatório para viver e ser feliz!

Se quiser assistir a uma palestra presencial ou online clique aqui para pedir.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *