Como eu discordo de fracassar

Para um pequeno e médio empreendedor, o pior dia da semana é o feriado, principalmente aquele que cai na terça ou quinta-feira e propicia o desaparecimento prolongado de muitos de seus clientes e público potencial.

No meu caso, o caos é ainda mais completo quando o feriado cai exatamente no dia do meu programa de rádio semanal que é na terça-feira.

Por isso que na semana passada, além de perder inúmeros ouvintes que não escutam meu programa quando não têm de trabalhar, ainda tive que cancelar meus workshops em Sorocaba por falta de participantes confirmados.

Na quarta-feira, eu me vi sem atividade para o fim de semana, com a produção baixa e sem perspectivas de melhoria.

Quem sabe, muitos empreendedores simplesmente ficariam resignados com a situação e nem pensariam em fazer algo a respeito.

Mas esta é exatamente a diferença comigo: não sou uma pessoa conformada, busco sempre pensar em formas alternativas para chegar aos meus objetivos.

Pensei então como conseguiria trazer pessoas para um evento presencial na Editora Ponte do Brasil no fim de semana tendo só três dias de divulgação. Por que presencial? Aprendi com meu autor favorito L. Ron Hubbard que “bodies in the shop” (corpos na loja) aumentam as vendas.

Analisei a situação e surgiu a ideia de ministrar a palestra “Venda mais Mesmo sem Gostar de Vender”, já que é um assunto que nunca sai de moda e é extremamente importante para todo e qualquer negócio.

Coloquei a minha criatividade e conhecimento de marketing em ação e criei uma chamada para a palestra. Comecei a divulgar nas minhas redes sociais de forma orgânica e em grupos de WhatsApp. Pedi a amigos e colegas que divulgassem também. Alguns ajudaram e se estiverem lendo este artigo, agradeço muito!

À medida que as pessoas respondiam interessadas, eu perguntava qual horário seria melhor, pois queria reunir o máximo de pessoas em uma só palestra.

No final, consegui trazer dezessete pessoas (das vinte confirmadas) a uma palestra presencial fazendo divulgação por só três dias!

Como fiz isso? Sorte? Inteligência?

Não! Eu simplesmente discordo de fracassar! Meu lema é nunca desista!

As pessoas que continuam indo bem em tempos desafiantes não são as mais sortudas ou mais fortes, nem as mais inteligentes. Elas são mais persistentes e se recusam a perder.

Você também pode criar seu próprio futuro e pode vencer as batalhas da vida à medida que tiver coragem de discordar. Aplique este princípio: quando as dificuldades aparecem é só um teste de sua habilidade e disposição para fazer as coisas darem certo. Simplesmente discorde! Não coloque atenção naquilo que não pode ser feito. Faça como eu e foque naquilo que você pode fazer.

Esta citação do escritor e filósofo L. Ron Hubbard vem bem a calhar:

“Se você simplesmente olhasse para a vida desta maneira e falasse: ‘bem, eu não vejo nada que vá me trazer qualquer problema, nenhum obstáculo ao redor que eu possa ver. No que se refere a colocar minhas ideias em andamento, até em relação a pensar ideias, e avançar na vida em geral, eu não vejo nenhum obstáculo’, você não teria nenhum.” – L. Ron Hubbard

É claro que alguns indivíduos vão dizer: “Pare de divulgar seu negócio, ninguém está interessado.” Ou: “Aceite as coisas como são, é o destino.” Ou mesmo: “O mercado está parado, desista.” Simplesmente discorde! Esta é a qualidade mais vital que precisa ter para ser bem-sucedido. Que tal colocar em prática?

Se este artigo foi útil para você, comente e compartilhe!

Para saber sobre próximos workshops e palestras clique aqui!

 

 

 

6 thoughts on “Como eu discordo de fracassar

    • luciawinther Post authorReply

      Sim! Obrigada! Estou certa que você também tem ótimos exemplos pessoais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *